Impacto Ambiental x Recuperação Ambiental

Entende-se como impacto ambiental a “alteração da qualidade ambiental que resulta da modificação de processos naturais ou sociais provocados pela ação humana” (Sanchéz, 2008). Esta “ação humana”, enquadra-se em atividades, produtos e serviços. E não necessariamente este impacto precisa ser negativo. Dentre as ações classificadas como impactos ambientais, estão: supressão de elementos do ecossistema (solo), destruição de habitats, poluentes, introdução de espécies exóticas, introdução de componentes para fins de atividade humanas (barragens, rodovias), armazenamento de combustível, entre outros.

O conceito de impacto ambiental, também pode ser de caráter positivo, onde são implantadas ações de reflorestamento, limpeza de rios e açudes, recuperações de matas ciliares, medidas para evitar desperdiço e uso de plástico, etc. Desta forma, empresas e empreendedores possuem várias formas de se engajar em atividades que gerem impactos positivos.

O ambiente foi degradado. E agora? 

Uma vez que o meio ambiente foi afetado por uma série de impactos, este necessita de ações que visam recuperar a área que foi degradada e tornar este ambiente apto para um novo uso produtivo e sustentável. Esta ação chama-se Recuperação Ambiental. Onde são realizados um conjunto de ações que englobam o meio físico e o meio biótico. Para se chegar a esta Recuperação Ambiental, estabelece-se um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas, onde ações são aplicadas no meio físico e no meio biótico.

Quais são as ações no Meio Físico e Meio Biótico?

No Meio Físico, temos como exemplo, a condição do solo, onde necessita a recuperação da qualidade da água ou vegetação. Usam-se tecnologias geotécnicas (execução de obras com estruturas de contenção e retenção) e tecnologias de remedição (produtos químicos que eliminam ou imobilização contaminantes no solo e consequentemente, na água).

No Meio Biótico, executam-se medidas de plantio de mudas, reintrodução da fauna, uso de telas naturais, entre outras diversas possibilidades existentes no meio biótico para recuperação ambiental.

E os conceitos de Recuperação Ambiental?

 

No processo de recuperação de áreas degradadas, são necessários diversos profissionais aptos para que se sigam os objetivos apresentados acima, tais como biólogos, geólogos, engenheiros, entre outros, cada situação irá requerer uma especialidade.

Para que fique claro, os conceitos da Recuperação Ambiental são:

Restauração: reproduzir as condições exatas do local no seu ambiente original.

Reabilitação: reaproveitar a área para outra finalidade, uma nova forma de utilização.

Remediação: recuperação ambiental de áreas contaminadas.

E por fim, a inexistência de ações para recuperação = abandono da área.

Ficou interessado em nossos serviços? Entre em contato conosco pelo nosso Instagram, Whatsapp ou e-mail e tire todas as suas dúvidas. Estamos a tua disposição!

 

REFÊRENCIAS:

SÁNCHEZ, Luis Enrique. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

IBAMA. Instrução Normativa n° 04, de 13 de abril de 2011

FEPAM. Instrução Normativa n° 19, de 20 de agosto de 2018 





Receba os melhores conteúdos sobre Consultoria Ambiental!

Cadastre-se agora para receber nossa newsletter.

Juliana Bittencourt

Juliana Bittencourt

15/04/2020

Acadêmica de Ciências Biológicas - Bacharelado pela Universidade Luterana do Brasil. Atua como estagiária na firma, auxiliando o time do meio biótico nos relatórios técnicos e vistorias de campo. Auxilia também na elaboração de protocolos e ofícios.

Copyright © 2017 Licenciamento Ambiental | G&P Soluções Ambientais

Share This